Projeto aprovado na Câmara libera crédito que permite à Fhop colocar em funcionamento novo aparelho de radiografia – Câmara Municipal de Paraguaçu

Projeto aprovado na Câmara libera crédito que permite à Fhop colocar em funcionamento novo aparelho de radiografia

porederpcu

Projeto aprovado na Câmara libera crédito que permite à Fhop colocar em funcionamento novo aparelho de radiografia


 

SAÚDE E FINANÇAS
Um projeto de lei complementar votado em regime de urgência pelos vereadores na noite de 1º de julho pode significar um avanço significativo para o atendimento de Saúde em Paraguaçu. Aprovada por unanimidade pelos vereadores, a proposta enviada pelo Executivo oficializa a liberação de verbas no valor de 30 mil reais para a Fundação Hospitalar de Paraguaçu, que fica encarregada de disponibilizar um novo sistema de radiologia aos paraguaçuenses.

O dinheiro liberado vai sair do orçamento vinculado à secretaria municipal de Saúde e deve ter utilização imediata na reforma, ampliação e modernização da sala de radiologia do Hospital São Francisco de Assis. Com um espaço remodelado, a Fundação Hospitalar estará apta a colocar em funcionamento um novo aparelho de raios-x, que chegou a Paraguaçu por meio de recursos do governo estadual. A instituição é a única habilitada a desempenhar a função, uma vez que presta serviços hospitalares de média complexidade e atende toda a população em regime de urgência e emergência 24 horas.

O antigo aparelho de radiografia era alvo frequente de críticas, porque apresentava falhas constantes e estava tecnologicamente ultrapassado. De acordo com a justificativa do projeto enviada pelo Executivo municipal, a Fundação Hospitalar depende quase que exclusivamente de recursos públicos para sua manutenção e custeio, sendo que mais de 95% de sua receita é oriunda dos cofres municipais.

“As pessoas reclamam bastante da qualidade do aparelho e alguns médicos de outros municípios, quando pessoas de Paraguaçu vão até eles, não têm aceitado os exames feitos aqui”, lembrou Professor Nildo durante a votação. “Esse aparelho está lá funcionando há mais de 60 anos. O novo já está no hospital, dependendo só da adaptação das instalações para ser instalado”, explicou José Maria Ramos.

CRÍTICAS PELA DEMORA
Se a possibilidade de resolver uma pendência antiga animou as discussões, por outro lado os vereadores Joaquim Bocudo e Rafael da Quadra revelaram sua resistência inicial em liberar o repasse a uma entidade que já recebe R$ 250 mil mensais do convênio com a Prefeitura. “O aparelho é de última geração e provavelmente não vai haver mais falhas. Eu vou ser favorável, porque se não for favorável não vou poder cobrar depois”, afirmou Rafael. “Vou votar a favor para não prejudicar o povo, mas espero que eles tomem providências com mais urgência também”, completou Joaquim.

Por fim, Francis da Van e Claudinei Teté comemoraram a reforma que deve disponibilizar uma nova sala de raios-x em Paraguaçu, mas salientaram a demora para que a providência fosse tomada. “Desde a campanha foi falado que o aparelho ia chegar e agora felizmente chegou. Isso é muito bom para o nosso município. Esse repasse vai ser feito porque o aparelho moderno precisa de um padrão elétrico que o hospital hoje não tem. E vai servir para o aparelho de raios-x como para outras máquinas modernas que forem doadas para o hospital”, destacou Francis. “Eu acho que demorou para colocar um outro aparelho de raios-x lá, porque aquele estava terrível. Várias pessoas tiravam radiografia lá e tinham que se deslocar para outras cidades para tirar novamente. Espero que acabe o sofrimento da população”, concluiu Teté.


Sobre o Autor

ederpcu administrator

Deixe uma resposta