Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Rua(obrigatório)

Bairro (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem

Você pode enviar uma foto

     
Visualizar Perfil
André Nasser
ANDRÉ ROMÃO NASSER
PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro

O vereador está preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
Carlos Tourinho
CARLOS ALBERTO PRADO
PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro
Carlos Alberto Prado, mais conhecido por Carlos Tourinho, nasceu em Paraguaçu no dia 8 de fevereiro de 1965, filho de Jose Geraldo Prado e Maria Aparecida Prado. Em 1971, iniciou seu curso primário no Grupo Escolar Pedro Leite, transferindo-se para o Juvenato do Sagrado Coração de Jesus, na condição de semi-interno, para a conclusão da quinta a oitava série. Prestou o serviço militar para o Exército em Três Corações, na unidade da Escola de Sargento das Armas, em 1984. Em 1992, casou-se com Lidia Moreira da Silva, filha de José Moreira da Silva e Tereza Cândida de Jesus. Sua primeira filha, Jéssica Cristina Silva Prado, nasceu em 17 de agosto de 1993. Em 1999, nasceu seu filho Pedro Augusto Silva Prado, no dia 9 de julho. Em 2001, candidatando-se pelo PFL, elegeu-se vereador com 322 votos, na época em que Evandro Barbosa Bueno comandava a Prefeitura, sendo seu vice José Geraldo Prado ( Zé Tourinho). Candidatou-se novamente em 2004, conseguindo eleger-se pelo PSL com a contagem de 202 votos. Mas ficando na suplência. Contando com sua grande popularidade, candidatou-se à câmara em 2008, conseguindo eleger-se pelo PSC com a contagem 278 votos, mas ficando mais uma vez na suplência. Em fevereiro de 2009 foi contratado pela Prefeitura de Paraguaçu para exercer a função de chefe de divisão de Meio Ambiente, sendo eleito em segunda votação presidente do Codema (Conselho Municipal de Meio Ambiente) pelo mandato de dois anos, na época em que Gantus Nasser comandava a Prefeitura, sendo seu vice Mauro Nasser (Maurinho). Voltou a estudar em 2010, diplomando-se pelo Centro Superior de Ensino e Pesquisa de Machado com o título de habilitação profissional de Química, como Tecnólogo em Gestão e Perito Ambiental, em 2012 passou a trabalhar na função de balconista da Drogaria Americana. Em 2013 passou a Trabalhar na função de balconista na Drogaria e Farmácia Viva Farma onde permanece até nos dias de hoje. Candidatou-Se novamente em 2016 conseguindo eleger-se pelo PMDB com a contagem de 271 votos. No dia três de fevereiro de 2017, sua filha Jéssica Cristina Silva Prado formou-Se em Psicologia.
Visualizar Perfil
Claudiney Teté
CLAUDINEY GONÇALVES CAMARGO
PSC – Partido Social Cristão

(35)84458044
Claudiney Gonçalves Camargo, mais conhecido por Teté, nascido em 30 de Novembro de 1973 , natural de Paraguaçu, filho de Luis Camargo e Maria Auxiliadora Gonçalves Camargo, atualmente é casado com Adriana Gonçalves Alves Camargo pai de 2 filhas, Jessica Gonçalves Camargo e Geisiane Gonçalves Camargo, estudou na sua infância na Escola Municipal Alfredo Galdino e começou a trabalhar de lavrador na Ipanema Agro Indústria aos 14 anos de idade, posteriormente trabalhou na Empresa Paraguaçu Têxtil, onde ficou por 6 anos, em seguida trabalhou na cidade vizinha de Elói Mendes na Empresa Souza Campos como tecelão. No dia 13 de Outubro de 2000 deparou-se com uma situação (Uma mulher estava chorando na rua, precisando de doadores de sangue para seu filho que estava hospitalizado devido a um acidente, eram 14:00 hrs e a mulher não havia conseguido encontrar nenhum doador desde a manhã daquele dia e então Teté se comoveu-se e saiu a procura de doadores, conseguiu 20) que posteriormente o levaria a desenvolver um trabalho social voluntário, formando um grupo de doadores de sangue denominadoGRUPO DE DOADORES DE SANGUE SALVANDO VIDA, AMOR AO PRÓXIMO, Hoje o Grupo conta com cerca de 1300 doadores, que todo o sábado se dispõem a doar um pouco de seu tempo para ajudar o próximo. Atualmente ocupa uma das 9 cadeiras do Legislativo Municipal, eleito com 582 votos nas eleições municipais de 2012; Na câmara ocupa o cargo de secretário da comissão de urbanismo e infraestrutura Municipal.
Visualizar Perfil
Cléber Vigato
CLÉBER VIGATO
PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira

O vereador está preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
Pastor João
JOÃO BATISTA MARCIANO
PDT – Partido Democrático Trabalhista

O vereador está preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
José Maria
JOSÉ MARIA RAMOS
DEM – Democratas
Presidente da Câmara Municipal
O vereador esta preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
Luizinho da Samantha
LUIZ ANTONIO CORREIA
DEM – Democratas

O vereador está preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
Marquinho Trovador
AMERICO FRANCISCO BORGES NETO
PP– Partido Progressista

O vereador está preparando sua biografia.
Visualizar Perfil
Wander do Jovino
WANDER TAVARES SANTOS
PDT – Partido Democrático Trabalhista
O vereador esta preparando sua biografia.


Plano decenal aprovado na Câmara estabelece metas para a educação em Paraguaçu até 2024

Postado por: Assessoria de Imprensa


 

EDUCAÇÃO PÚBLICA

Se houver alguma razão nas palavras do filósofo alemão Immanuel Kant quando afirmou que é no problema da educação que assenta o grande segredo do aperfeiçoamento da humanidade, Paraguaçu acaba de dar um passo importante para evoluir. No último dia 23 de junho a Câmara analisou um dos projetos mais relevantes para o futuro do município. Encaminhada pelo Executivo, a matéria aprovada por unanimidade pelos vereadores oficializa o chamado Plano Municipal de Educação, que formaliza uma série de metas e ações para o setor até o ano de 2024.

O plano decenal municipal toma por base o Plano Nacional de Educação, medida prevista em lei federal desde 2001 mas que só no ano passado ganhou status de política pública efetiva. Ele renova o plano anterior, que vinha sendo seguido, mas não encontrava respaldo na legislação federal, como acontece agora.A ideia é que o plano seja a lei norteadora do ensino em Paraguaçu, como um guia de ação a apontar de maneira clara como a educação municipal se encontra atualmente e qual estágio deve atingir no espaço de uma década. “Com o plano a gente tem a certeza da continuidade, já que o que se deve fazer está definido. Secretaria municipal, secretaria estadual e MEC [Ministério da Educação] têm um plano traçado e agora temos que tentar cumprir as metas da melhor maneira possível”, observa a secretária municipal de Educação e Cultura, Eliza Helena Silva Dias.

 

PROJETO COLETIVO

É impossível antecipar o desempenho do município no cumprimento de objetivos de longo prazo, mas a elaboração do plano é, por si só, um avanço significativo. O projeto estabelece objetivos concretos para todos os níveis e modalidades de ensino, para a formação e a valorização do magistério e para o financiamento e a gestão da educação.

 

Além de dez diretrizes básicas, a matéria contém ainda anexos que contemplam, em três partes, um extenso diagnóstico sobre o município, uma lista de metas e estratégias e os indicadores para monitoramento e avaliação da evolução das metas do plano. Todo o trabalho de elaboração foi conduzido por mais de um ano. “O plano vem sendo discutido pela sociedade desde a última conferência de educação, por uma equipe composta por profissionais representando todas as escolas do município. No final as ideias debatidas em grupo foram condensadas no projeto aprovado pela Câmara”, explica o vereador e professor José Rafael de Souza. “O aspecto importante é que o plano ultrapassa governos. Ele estabelece o que é prioridade do município, não de administrações”, complementa.

 

De acordo com o projeto, o município deve promover pelo menos duas conferências de educação até o final da vigência do plano, além de realizar avaliações do trabalho realizado com periodicidade mínima de dois anos. O município também deve aprovar leis específicas disciplinando a gestão democrática da educação pública e orientar suas diretrizes orçamentárias de maneira a assegurar a execução do plano decenal.

 

Nos tópicos que seguem, o Câmara Online detalha cada uma das 20 metas estipuladas pelo Plano Municipal de Educação 2014-2024.

 

Tópico: Educação infantil

Meta 1: Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 a 5 anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches de forma a atender, no mínimo, 50% das crianças de até três anos até 2024.

Situação atual: O percentual de crianças de 4 a 5 anos que frequentam a escola em Paraguaçu é de 85,91%. Entre as crianças de até três anos, 26,51% estão na escola.

 

Tópico: Ensino fundamental

Meta 2: Universalizar o ensino fundamental de nove anos para toda a população de 6 a 14 anos de idade e garantir que pelo menos 95% dos alunos concluam essa etapa na idade recomendada até 2024.

Situação atual: O percentual de crianças de 6 a 14 anos que frequentam a escola em Paraguaçu é de 99,4%. Já o percentual de distorção idade-série do ensino fundamental é de 19,7%.

 

Tópico: Ensino médio

Meta 3: Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 a 17 anos de idade e elevar, até 2024, a taxa líquida de matrículas no ensino médio para 85%.

Situação atual: O percentual da população de 15 a 17 anos que frequenta a escola em Paraguaçu é de 85,9%. Já o percentual de distorção idade-série do ensino médio é de 20,9%.

 

Tópico: Inclusão

Meta 4: Universalizar, para a população de 4 a 17 anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia do sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados.

Situação atual: Não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Alfabetização infantil

Meta 5: Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do terceiro ano do ensino fundamental.

Situação atual: Os resultados de Paraguaçu na Avaliação Nacional da Alfabetização são divididos em quatro níveis de acordo com as turmas de alunos. No item Proficiência em leitura, os índices são de 11,37%, 28,85%, 38,18% e 21,60%. No item Proficiência em escrita, os índices são de 10,75%, 10,42%, 7,32% e 71,51%.

 

Tópico: Educação integral

Meta 6: Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica.

Situação atual: O percentual de escolas públicas de Paraguaçu com alunos que permanecem ao menos sete horas em atividade é de 45,5%. Já o percentual de alunos que permanecem ao menos sete horas em atividade escolar é de 17,9%.

 

Tópico: Qualidade da educação básica

Meta 7: Fomentar a qualidade da educação básica em todas as etapas e modalidades, com melhoria do fluxo escolar e da aprendizagem de modo a atingir as médias nacionais para o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

Situação atual: Em 2015 o Ideb de Paraguaçu está estipulado em 5,2 para os anos iniciais do ensino fundamental, 4,7 para os anos finais do ensino fundamental e 4,3 para o ensino médio. A meta para 2021 é chegar, respectivamente, a 6,0, 5,5 e 5,2.

 

Tópico: Elevação da escolaridade

Meta 8: Elevar a escolaridade média da população de 18 a 29 anos de idade, de a alcançar, no mínimo, 12 anos de estudo até 2024.

Situação atual: Não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Alfabetização de jovens e adultos

Meta 9: Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 anos de idade ou mais para 93,5% até 2015 e, até 2024, erradicar o analfabetismo absoluto e reduzir em 50% a taxa de analfabetismo funcional.

Situação atual: O percentual de analfabetismo da população acima de 15 anos em Paraguaçu é de 6,35%.

 

Tópico: Educação para jovens e adultos integrada

Meta 10: Oferecer, no mínimo, 25% das matrículas de educação de jovens e adultos nos ensinos fundamental e médio, na forma integrada à educação profissional.

Situação atual: Em Paraguaçu, as matrículas nessa modalidade de ensino ainda não existem.

 

Tópico: Educação profissional

Meta 11: Triplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta e pelo menos 50% da expansão no segmento público.

Situação atual: Paraguaçu registrou 29 matrículas em educação profissional técnica de nível médio.

 

Tópico: Educação superior

Meta 12: Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos de idade, assegurada a qualidade da oferta, e expansão para, pelo menos, 40% das novas matrículas no segmento público.

Situação atual: Paraguaçu não possui instituições de ensino superior e não há dados precisos sobre o número de universitários paraguaçuenses.

 

Tópico: Qualidade da educação superior

Meta 13: Fomentar a qualidade da educação superior da região e ampliar a proporção de mestres e doutores do corpo docente do município.

Situação atual: Paraguaçu não possui instituições de ensino superior.

 

Tópico: Pós-graduação

Meta 14: Incentivar o número de matrículas na pós-graduação strictu sensu.

Situação atual: Paraguaçu não possui instituições de ensino superiore não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Profissionais de educação

Meta 15: Garantir até 2016, em regime de colaboração entre União, estados e município, a política nacional de formação dos profissionais da educação, assegurando que todos os professores da educação básica possuam formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam.

Situação atual: Não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Formação continuada

Meta 16: Manter em nível de pós-graduação 50% dos professores da educação básica até 2024 e garantir a todos os profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualização dos sistemas de ensino.

Situação atual: O percentual de professores da educação básica com pós-graduação em Paraguaçu é de 31,7%.

 

Tópico: Valorização do professor

Meta 17: Valorizar os profissionais do magistério das redes públicas de educação básica de forma a equiparar seu rendimento médio ao dos demais profissionais com escolaridade equivalente.

Situação atual: Em Paraguaçu, o salário médio do professor municipal corresponde a 68,59% da média salarial dos outros profissionais com formação superior.

 

Tópico: Plano de carreira docente

Meta 18: Assegurar, no prazo de dois anos, a existência de planos de carreira para os profissionais da educação básica pública e tomar como referência o piso salarial nacional profissional definido em lei federal.

Situação atual: Não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Gestão democrática

Meta 19: Assegurar condições, no prazo de dois anos, para a efetivação da gestão democrática da educação, associada a critérios técnicos de mérito e desempenho e à consulta pública da comunidade escolar, no âmbito das escolas públicas.

Situação atual: Não há dados específicos para o monitoramento desta meta.

 

Tópico: Financiamento

Meta 20: Ampliar o investimento público em educação pública de forma a atingir, no mínimo, o patamar de 7% do PIB (Produto Interno Bruto) do país até 2019 e, no mínimo, o patamar de 10% do PIB do país até 2024.

Situação atual: O monitoramento desta meta é nacional.


É autorizada a reprodução das notícias mediante a citação da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Paraguaçu.

Se você possui alguma crítica, elogio, dúvida, sugestão, solicitação ou reclamação, utilize a ouvidoria parlamentar .