Atividade do Curso Braille para casa

Home  >>  noticias  >>  Atividade do Curso Braille para casa

Atividade do Curso Braille para casa

26
fev,2014

15

Utilize o formulário abaixo para opinar sobre o texto que foi transcrito.

15 Comments so far:

  1. Vanessa disse:

    As taxas pagas pelos cidadãos paraguaçuenses, está aumentando cada vez mais. Mesmo se a taxa de iluminação pública fosse diminuir pelo fato de ter mais pessoas contribuindo, até poderia se pensar no caso, mas a questão é, os terrenos não são baratos, o proprietário já não o utiliza e ainda tem que pagar uma taxa a mais naquele local? Lembrando que ele pode estar pagando em outra propriedade. Ou seja, não paga na vazia mas em algum lugar ele paga essa taxa absurda de alta.

  2. Cristina de Fatima Araujo disse:

    Vereadores visitam instalações de creche recém-inaugurada no bairro Colina São Marcos. Na última terça feira n° de Fevereiro, um grupo de vereadores conheceu as instalações da recém-ianugurada creche do bairro colina São Marcos.O espaço ganhou o nome de Centro Municipal de Educação Infantil Maria Antonieta Alvarenga, já que ocupa um terreno contíguo à escola de mesmo nome naquele bairro. Também participaram da visita o prefeito Evandro Barbosa Bueno e a secretaria Municipal de Educação Eliza Helena Silva Dias. A nova creche do municipio já encorporou um contingente de n° crianças,atendidas por uma equipede n° funcionario sob direção da educadora Najla Nasser Prado.Entre as n° e as n°, os alunos participam de atividades pedagógicas, artísticas, lúdicas e de educação fósica, além de seram assistidos quanto à higiene pessoal e alimentação.

  3. Andréa disse:

    O texto refere-se a:

    Terrenos supostamente doados no último dia da gestão do ex-prefeito Gantus Nasser levantam polêmica em sessão tumultuada na Câmara
    No dia 31 de dezembro de 2012 a gestão do então prefeito Gantus Nasser entregou a dezenas de paraguaçuenses documentos que supostamente garantiam a doação de um terreno num loteamento que a prefeitura planeja construir para além do bairro Jardim dos Ipês, numa gleba chamada Sítio São Pedro. Desde que assumiu, no entanto, a atual gestão sustenta que o processo de doação não tem validade legal e que a questão precisa ser revista antes pelo Ministério Público.
    http://www.camaradeparaguacu.mg.gov.br

  4. Delane disse:

    Projeto aprovado na Câmara autoriza abertura de créditos suplementares para o Executivo no valor de R$2 milhões Um projeto de lei enviado à Câmara pelo Executivo corrigiu uma distorção observada no planejamento orçamentário deste ano de 2013. Aprovada por unanimidade no último dia 12 de novembro, a proposta solicitava autorização dos vereadores para abertura de créditos adicionais suplementares que contemplam quatro dotações da administração. Com uma arrecadação subestimada no ano passado, o Executivo precisou enviar a matéria a Câmara para justificar a ampliação de gastos. O crédito necessário foi estimado em R$2.014.000. Desse total, pouco mais de R$1 milhão vai para o pagamento de servidores, R$260 mil para o transporte escolar, R$262 mil para o convênio com a Fundação Hospitalar e R$52 mil para a limpeza urbana.

  5. Flávia disse:

    Em votação apertada, Câmara rejeita projeto do executivo que ampliava cobrança da taxa de iluminação pública em Paraguaçu Pela primeira vez no ano um projeto de lei enviado pelo Executivo foi rejeitado na Câmara. Na noite de 10 de dezembro, os vereadores se dividiram quanto à proposta de ampliar a cobrança da taxa de iluminação pública também para os proprietários de lotes vagos existentes no município. Numa discussão pontuada por argumentos consistentes de ambos os lados, cinco vereadores se posicionaram contrários ao projeto, enquanto 4 defenderam sua aprovação.

  6. Irisnara disse:

    A questão do pagamento da taxa de iluminação pública em Paraguaçu é necessária, pois de certa forma garante a segurança das pessoas ao passarem por certos locais a noite.Todos nós fazemos uso dessa iluminação, então nada mais justo, o pagamento da mesma. Mas por outro lado, essas taxas muitas vezes com valores mais altos para pagar, não cabem no orçamento de muitas famílias, tornando assim a questão ainda mais delicada.

  7. Marta Maria disse:

    Terrenos supostamente doados no últimodia da gestão do ex – prefeito Gantus Nasser levantaram polêmicas em sessão tumultuada na câmara.
    No dia 31 de dezembro de 2012 a gestão do então prefeito Gantus Nasser entregou a dezenas de paraguaçuenses documetos que supostamente garantiam a doação de um terreno num loteamento que a prefeitura planeja construir para além do bairro Jardim dos Ipês numa gleba chamada Sítio São Pedro. Desde que assumiu, no entanto a atual gestão sustenta que o processo de doação não tem validade legal e que a questão precisa ser revista antes pelo ministério público.

  8. Aline Maria. disse:

    Projeto aprovado na câmara autoriza abertura de créditos suplementares para o executivono valor de R$ 2 milhões. Um projeto de lei enviado á câmara pelo executivo corrigia uma distorção observada no planejamento orçamentário deste ano de 2013 aprovada por unanimidade no último dia 12 de novembro a proposta solicitada autorização dos vereadores para a abertura de créditos adicionais suplementares que contemplam quatro dotações da administração com uma arrecadação sucestimada no ano passado.O executivo pricipou enviar a matéria a câmara para justificar a ampliação de gastos.Ocrédito necessário foi estimado em R$2.014.000.Desse total pouco mais de R$1 milhão vai para o pagamento de servidores,R$260 mil vai para o transporte escolar,R$262 mil para o convênio com a Fundação Hospitalar e R$52 mil para a limpeza urbana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *